79% dos Portugueses ficaram em casa na Páscoa

CONFINAMENTO ATINGIU RECORD NO DOMINGO DE PÁSCOA

A consultora PSE mede a mobilidade dos portugueses, em continuo. Este estudo é um painel que implica uma APP instalada nos telemóveis da amostra participante. Assim monitorizamos a deslocação real da população, em cada hora do dia. Este estudo é realizado 24 horas por dia, desde 2019. Nota técnica no final deste texto.

O confinamento geral da população atingiu o record no Domingo de Páscoa, onde 79% ficou em casa. Durante esta pandemia, o #fiqueemcasa tem evoluído da seguinte forma:

Avaliando o nível de confinamento em casa, desde o início de março, vemos que os portugueses aderiram massivamente às orientações das autoridades, mas com algumas variações.

Antes da declaração do estado de emergência e do fecho das escolas, o confinamento em casa “natural” situava-se entre os 20 e os 30%, nos dias úteis, sendo cerca de 40% aos domingos.

 

Análise sobre a Páscoa

A altura da Páscoa levantava preocupações às autoridades, mas as medidas tomadas e o comportamento dos portugueses resultaram em elevados níveis de confinamento.  O valor mínimo (durante o estado de emergência) foi obtido no 8 de abril, mas ainda assim contanto 54% em casa.

Após os constrangimentos instaurados, que entraram em vigor no dia 9, quinta-feira, os portugueses acataram globalmente as orientações das autoridades. O período da Páscoa veio reforçar o “ficar em casa” atingindo o valor máximo no domingo de Páscoa, com 79% em casa.

Importa agora avaliar como vai ser o comportamento dos portugueses nesta segunda metade de abril, sendo que a PSE vai naturalmente monitor a situação dia a dia.

 

Análise Páscoa 2020 vs. Páscoa 2019

Podemos comparar o comportamento dos portugueses na semana da páscoa em 2019 e 2020.

Enquanto em 2019, apenas 30% a 36% permanecia em casa, esse valor oscilou, em 2020, entre 54% e 79%. Ou seja, a saída de casa, caiu para metade, em 3 dos 7 dias analisados. Em toda a Semana Santa a queda média foi de -31 pp.

 

 

Neste momento será particularmente importante perceber qual será o comportamento dos portugueses, face a este confinamento, nas semanas seguintes.

A PSE dispõe desta informação diariamente e irá divulgar a informação à DGS e aos meios de comunicação social.

 

Domingo de Páscoa: 79% sem sair; 93% próximo de casa

Se compararmos em particular o domingo de Páscoa do ano passado e deste ano, recordando que ambos foram domingos soalheiros, vemos claras diferenças em termos de mobilidade:

 

Se em 2019 cerca de 47% da população se encontrava em mobilidade média ou elevada (deslocações de médio ou longo curso) em pleno domingo de Páscoa, em 2020, apenas 7% da população se encontrava em necessidade de deslocação.

Em oposição, em 2020, a juntar aos 79% que se encontravam em claro confinamento, temos ainda 14% da população com baixa mobilidade (deslocações de proximidade).

Podemos dizer que no Domingo de Páscoa, cerca de 93% da População Portuguesa esteve em confinamento em casa ou nas proximidades da sua residência.

 

CONTACTO PSE:
Nuno Santos
nsantos@pse.pt

 

NOTA TÉCNICA: Este estudo é o painel de mobilidade da PSE, com recolha de dados contínua através de monitorização de localização e meios de deslocação via aplicação móvel de um painel de indivíduos representativos do Universo com mais de 15 anos, residente nas regiões do Grande Porto, Grande Lisboa, Litoral Norte, Litoral Centro e Distrito de Faro. Para um universo de 6.996.113 indivíduos residentes nas regiões estudadas (81% da população com 15 e mais anos de Portugal Continental), a margem de erro imputável ao estudo é de 1.62% para um intervalo de confiança de 95%.