58% já na rua, mas ainda longe dos 75% normais

DESCONFINAMENTO CONTINUA A CRESCER

A MOBILIDADE DENTRO DE LISBOA E PORTO AINDA ABAIXO 20 OU 15 PONTOS DO NORMAL ANTES DA PANDEMIA.


  
A consultora PSE estuda a mobilidade dos portugueses, em continuo. Este estudo é um painel que implica uma APP instalada nos telemóveis da amostra participante. Assim monitoriza-se a deslocação real da população, 24 horas por dia. Este estudo tem um elevado rigor porque regista a localização via GPS e concomitantemente porque se baseia numa amostra estatisticamente representativa do universo em estudo. Nota técnica no final.

 

Dados Diários

Os dados de ontem 4ªfeira, 19 de maio, obtidos pelo Painel PSE, indicam que houve ainda 42,5% dos portugueses que não saiu de casa. No último fim-de-semana o bom tempo ajudou a um maior desconfinamento, caindo 7,1 pp, comparando este último domingo com o anterior.

 

 

Esta semana registou um progresso visível no “desconfinamento” ao contrário do que se via na semana anterior, em que até houve um incremento do confinamento em casa, quando comparado com a semana 19, imediatamente anterior.

Ontem, 57,5% dos portugueses estiveram na rua enquanto 42,5% mantiveram-se confinados em casa. Esta semana vemos um maior aumento do desconfinamento, face à semana anterior.

Antes da pandemia, acontecia que cerca de 75% a 80% dos portugueses vinham à rua e apenas 25% ou 20% ficaria em casa. O chamado “Confinamento natural”.

A questão que se levanta é qual será o “novo normal” depois de passada esta crise. Eventuais mudanças duradoras, vão desenhar esse “novo normal” e o Painel da PSE irá aferir, dia a dia, essa transformação das mobilidades.

 

 

Dados Semanais, Só Dias Úteis

Nesta semana, contanto apenas com 3 dias úteis, vemos que o desconfinamento aumentou fazendo baixar de 47% para 43% os portugueses que não saíram de casa. Denota que os Portugueses estão a fazer um desconfinamento suave, também em função do calendário determinado pelo governo e pelas empresas.

 

85% dos Portugueses já saem à rua, pelo menos uma vez, durante uma semana

Se contarmos os portugueses que saem à rua pelo menos uma vez, numa semana, concluímos que 85% já sai à rua, vendo aqui os dados da semana 20. Se compararmos com os valores pré-pandemia, estamos a aproximarmo-nos da normalidade. Ou seja, os 85% atuais é já um valor próximo dos 93% que saiam à rua, antes deste problema.

 

 

No entanto, se 85% dos portugueses já sai á rua pelo menos uma vez na semana, o que contrasta com o valor de 68% no pico do confinamento, a questão fundamental estará agora no desenvolvimento da frequência com que se sai, no retorno às atividades antes habituais.

Apresentamos seguidamente um gráfico sobre a frequência, em concreto o número de vezes em que os portugueses saem à rua, numa semana, com dados até à semana 20.

 

 

Como se conclui dos gráficos supra apresentados, sim, já há mais pessoas a sair à rua, mas a frequência com que o faz está ainda muito longe do que era normal.

 

Mobilidade Intra Municipal a recuperar

O gráfico seguinte demostra a tendência que o Painel PSE está a medir, evidenciando num certo retorno ao comportamento habitual na mobilidade entre concelhos. Mas que nos diz que há ainda um caminho a percorrer para chegar aos valores pré-pandemia.

 

 

Faltam ainda cerca de 15 pontos percentuais para se atingir os níveis de mobilidade entre concelhos que tínhamos antes do covid-19. Mas a tendência de subida é evidente.

 

 

CONTACTO PSE: 

Nuno Santos

nsantos@pse.pt

 

OBSERVAÇÃO:

Este estudo produz, desde 2019, dados que são aplicados, sobretudo, na aferição de audiência da publicidade exterior, mas também para auxiliar as câmaras municipais no ordenamento do território e na gestão de mobilidade e dos transportes. E ainda em estudos comportamentais de mobilidade e de “shopper”, para outras empresas e entidades.

 

NOTA TÉCNICA:

Este estudo é o painel da PSE, com recolha de dados contínua através de monitorização de localização e meios de deslocação via aplicação móvel de um painel de indivíduos representativos do Universo com mais de 15 anos, residente nas regiões do Grande Porto, Grande Lisboa, Litoral Norte, Litoral Centro e Distrito de Faro. Este estudo implica uma APP instalada nos telemóveis da amostra participante. Assim monitorizamos a deslocação real da população, em cada hora do dia. Este estudo é realizado 24 horas por dia. Os dados são obtidos de forma rigorosa, via GPS e com o consentimento da amostra monitorizada. Para um universo de 6.996.113 indivíduos residentes nas regiões estudadas a margem de erro imputável ao estudo é de 1.62% para um intervalo de confiança de 95%.